sábado, 5 de novembro de 2011

"O mundo é o que é; os homens que não são nada, que se permitem tornar-se nada, não têm lugar nele."

Começa assim A Curva do Rio, de V. S. Naipaul, cuja leitura estou a iniciar.

1 comentário:

Maria Pereira disse...

Recebi este livro como prenda de aniversário o mês passado e mal posso esperar por começar a le-lo. Fico tb à espera de saber a sua opinião

Boas leituras